Pink domina o Palco Mundo e faz o grande show pop deste Rock in Rio


 Única mulher chamada para ser headliner desta edição do Rock in Rio, P!nk fez valer o preço do ingresso pelo público que a viu já na madrugada de domingo e há anos sonhava com essa oportunidade. A americana, cantou, dançou, fez acrobacias arriscadas, deu a sua bênção para um casal gay e abusou da simpatia em um espetáculo superproduzido que sabe dosar entretenimento puro, com momentos de maior emoção e seriedade.


Fica claro que há uma grande conexão entre a mensagem de auto-afirmação e empoderamento passada pela cantora, e o público, que embarca no show com total entrega.

O show de P!nk também se diferencia dos feitos pela maioria das estrelas pop, por sua pegada roqueira. Ela não esconde os músicos em um canto do palco, muito pelo contrário, todos têm um momento de brilho e o guitarrista está sempre a frente, dando peso e força para as canções que fizeram um passeio pela trajetória da artista. O repertório se mostrou bem dividido entre músicas dos dois álbuns mais recentes e grandes sucessos que levantaram a multidão.

A verdade é que coube a ela fazer o grande show pop deste Rock in Rio e, muito provavelmente, um dos cinco melhores de todo o festival, um que sempre será lembrado quando foram feitas as retrospectivas sobre a edição de 2019 do evento.

 
Informações: Vagalume