Sobe para seis o número de mortos em acidente com veículo que caiu de ribanceira na Região de Curitiba


 Subiu para seis o número de mortos no acidente que aconteceu no fim da tarde de domingo (13) na PR-092, entre Cerro Azul e Doutor Ulysses, na Região Metropolitana de Curitiba. A informação foi confirmada pela Secretaria de Saúde de Cerro Azul na madrugada desta segunda-feira (14).

 

Uma caminhonete caiu em uma ribanceira de aproximadamente 80 metros às margens da rodovia. Mais de 20 pessoas ficaram feridas.

 

O grupo retornava para Cerro Azul, depois de um culto evangélico em Doutor Ulysses, conforme a Polícia Rodoviária Estadual (PRE). Cerca de 30 pessoas estavam no veículo.

 

"Essas pessoas eram todas famílias. Tinham ido para um evento religioso no município de Doutor Ulysses e moram na localidade do bairro do Teixeira, limite entre Cerro Azul e Doutor Ulysses", afirmou Priscila Marconato, secretária de Saúde de Cerro Azul.

Mortes

De acordo com a Secretaria de Saúde de Cerro Azul, a sexta vítima é uma paciente que morreu na ambulância antes de chegar à capital paranaense.

 

Na noite de domingo, a PRE informou que quatro vítimas morreram no local e uma no hospital. O motorista da caminhonete e um pastor, segundo a PRE, estão entre os mortos.

 

A informação inicial é de que, pelo menos, três pessoas que morreram eram da mesma família. Essas vítimas eram o condutor, o filho dele – que era cadeirante – e a cunhada do motorista.

 

Os seis corpos foram levados ao Instituto Médico-Legal (IML) de Curitiba. Até as 7h25 desta segunda-feira, ninguém havia ido ao IML para liberar os corpos.

 
 
 
Irregularidades
 

Conforme a PRE, três infrações de trânsito consideradas gravíssima foram cometidas:

·         Transportar passageiros em compartimento de carga do veículo

·         Motorista estava com a carteira vencida

·         Veículo estava com licenciamento vencido

 

"Infelizmente, às vezes a gente se depara com essas situações, que são lamentáveis. A gente sabe dos perigos que todos correm, dos perigos que todos estão sujeitos a um acidente grave como aconteceu, mas infelizmente de vez em quando a gente se depara com essa situação sim", disse a secretária de Saúde sobre os transportes improvisados na região.

 
Informações: G1 Paraná

Foto: Polícia Rodoviária Estadual/Divulgação