Ponte da Integração começará em novembro no lado paraguaio


 Até o início de novembro devem começar as obras da Ponte da Integração Brasil- Paraguai, que já estão bastante avançadas no lado brasileiro, também no lado paraguaio. 


A sinalização foi dada pelo ministro de Obras Pública e Comunicações do Paraguai, Arnoldo Wiens, ao diretor de Coordenação e Meio Ambiente de Itaipu, Luiz Felipe Carbonell, durante visita, no último sábado (19), ao canteiro da construção, nas imediações do Marco das Três Fronteiras, no bairro Porto Meira, em Foz do Iguaçu. O engenheiro Osman Bove, gerente de contrato do consórcio Cidade-Construbase-Paulitec, responsável pela obra, acompanhou o encontro.


O ministro adiantou que todos os entraves burocráticos que ainda impediam a construção do lado paraguaio serão resolvidos, entre eles a agilidade na liberação e circulação de materiais e equipamentos para dar eficiência à obra, e a contratação de operários paraguaios para erguer a ponte em Presidente Franco.


Durante a visita, o ministro paraguaio teve a oportunidade de conhecer o local onde será assentada a cabeceira da ponte na margem direita do Rio Paraná, e conhecer mais profundamente alguns problemas que poderiam atrasar o início das obras no lado paraguaio. A intenção é dar celeridade à empreitada, o que já vem sendo feito.


Questões relacionadas à exportação e importação temporária de máquinas e equipamentos, assim como os casos de migração e relações trabalhistas, navegação no Rio Paraná e uso da área na margem paraguaia para a implantação do canteiro de obras e propriamente a construção da ponte foram superadas, por exemplo. Isso foi possível graças às providências já adotadas pela Direção Geral de Aduanas, Direção Geral de Migrações, Prefeitura Geral Naval da Armada Paraguaia e pelo próprio Ministério de Obras Públicas e Comunicações do Paraguai.

Informações: GDia
Foto: Theofanes de Lira Pessoa Júnior