Polícia Civil investiga grupo suspeito de clonar cartões de crédito e fazer compras parceladas no Paraguai


 Cinco mandados de busca de apreensão foram cumpridos durante uma operação da Polícia Civil que investiga um esquema de clonagem de cartões de crédito, em Missal e Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná. A operação foi desencadeada na manhã de ontem, quarta-feira (13).

 

De acordo com as investigações, um grupo é suspeito de reproduzir cartões de crédito e colocá-los em nomes de laranjas. Na sequência, os cartões eram usados para fazer compras parceladas no Paraguai.

 

Os laranjas usados no esquema faziam as compras e entregavam a mercadoria para os suspeitos, segundo a polícia. Em troca, eles recebiam uma quantia de dinheiro.

 

Uma empresa garantidora de crédito, que tem parceria com lojas paraguaias e fornecia dinheiro para compras internacionais parceladas, sofreu um prejuízo de R$ 26 mil em dois meses, de acordo com a polícia.

 

As investigações apontaram que um grupo envolvido no esquema atua diretamente no Paraguai. De acordo com a Polícia Civil, os suspeitos também estão sendo investigados naquele país.

 

Conforme a polícia, quatro suspeitos já foram identificados. No entanto, até a publicação desta reportagem, eles não haviam sido presos.

 

Durante a operação, a polícia apreendeu um cartão de crédito clonado, dinheiro e um celular.

A Polícia Civil e a polícia paraguaia estão investigando o esquema.

 

Informações: G1 Paraná

 
Foto: Reprodução/RPC