Homens idosos e com problemas de saúde são mais da metade dos mortos por coronavírus


 Homens com mais de 50 anos e com algum problema de saúde são mais da metade das vítimas de coronavírus. Segundo informações do Comitê Nacional de Saúde da República Popular da China, a idade média das vítimas é de 75 anos.

Até quinta-feira (23), o governo chinês havia divulgado o perfil de 18 pessoas entre as 25 mortes confirmadas – 14 homens e quatro mulheres. Enquanto a vítima mais jovem foi uma mulher de 48 anos, as mais idosas foram dois homens de 89 anos. Além disso, a maioria das vítimas tinha problemas de saúde anteriores, como cirrose hepática, hipertensão, diabetes e doença de Parkinson.

Grupo vulnerável

Para o infectologista da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Celso Granato, o fato de quase todas as vítimas serem homens pode ser explicado por fator cultural. “Como o início da infecção está relacionado ao mercado de frutos do mar de Wuhan, pode ser que homens frequentem mais esses locais na China.”

 

Quanto à idade avançada das vítimas, o infectologista afirma que tal condição já é esperada em quadros de infecções virais.

 

“Geralmente as doenças virais acometem mais as pessoas idosas e com uma doença já associada, pois elas têm o trato respiratório mais sensível” – Celso Granato, infectologista da Unifesp.

 

“Se o mesmo vírus infectar um jovem saudável de 30 anos, provavelmente não resultará em morte. É parecido com o que ocorre com o vírus da gripe: pessoas idosas costumam ser as vítimas fatais.”

 

Informações: G1

Foto: Dake Kang/AP