Estados Unidos quer ajudar na segurança da Tríplice Fronteira


 O governador Carlos Massa Ratinho Junior se reuniu, nessa quinta-feira (22), no Palácio Iguaçu, com o cônsul-geral dos Estados Unidos em São Paulo, Adam Shub, para debater possíveis parcerias que atendam às áreas de educação e segurança pública.


Para o diplomata americano, um dos focos de cooperação é na área de segurança pública, principalmente na vigilância da fronteira paranaense com o Paraguai.
"A troca de experiências é bem importante. Estive, na semana passada, em Foz do Iguaçu, passei pela fronteira entre Paraguai e Brasil. Temos que cooperar no monitoramento dessa área, com uso de tecnologia, boas táticas e compartilhamento de informações", explicou Shub.


Há muitos anos os norte-americanos insistem em aumentar a vigilância na Tríplice Fronteira. Eles temem a ação de terroristas, mas isso nunca foi provado. Com o governo Trump essa intenção foi reforçada. Os EUA chegaram a enviar tropas de elite para treinar oficiais paraguaios. Por último pretendem instalar uma base militar no Paraguai, precisamente na região do Chaco.


"Paraná e Estados Unidos têm muita coisa em comum. Um grande interesse em fortalecer a segurança, a cooperação cultural para os paranaenses que querem estudar no país e, claro, a parte comercial", ressaltou o cônsul. "O estado é bem atrativo para investidores globais, sobretudo dos Estados Unidos, em setores como infraestrutura e agronegócio. Temos boas perspectivas para o futuro", completou.

 

As informações são da Rádio Cultura.

Foto: Rodrigo Felix Leal/ANPR